Sábado, 5 de Julho de 2008

You're just like a pill: instead of making me better, you're making me ill

      Por alguma razão, perdi a fome, o gosto da comida, o brilho no olhar, o desejo de sentir, a pouca felicidade que tinha conquistado, a vontade de sorrir, os sonhos, a alegria de escrever as palavras que estás a ler…
      Ainda não sei o que quero, não sei se ainda estou iludida… Continuo perdida, é certo.
      Tento sacudir os meus pensamentos, sacudir determinados momentos, e encontrar o caminho de volta. No entanto, a escuridão envolve-me na mesma pergunta, sempre na mesma velha e fria pergunta, “Porquê?”. Volto a abanar a cabeça e inspiro fundo, mas a pergunta continua a ecoar persistentemente … até que me distraio, até que me esqueço. E, vindo no nada, tudo isso reaparece, como um relâmpago em noites de Verão, e eu tento libertar-me desesperadamente mas sem sucesso.
     Ainda tenho esperança, ilusões de uma adolescente tola, de um arrependimento…de um súbito ataque de consciência… de um resto de humanidade teu. Tolices, comigo és diferente… aliás, comigo tudo é diferente. (Posso sonhar? Parece que não, só estão disponíveis os pesadelos…)
     No meio de tanta confusão, pouca coisa se mantêm simples. Simplesmente, odeio ser como sou. Odeio ser quem sou. Odeio as minhas manias, vícios, fraquezas, desilusões e tristezas. Odeio dizer que te odeio. Odeio não te odiar, e ainda mais por não te odiar tanto como digo que te odeio. Odeio querer fervorosamente que me peças desculpa… que me queiras dizer, de livre vontade, o que já sei e o que não sei… que respondas á pergunta que ecoa na minha cabeça. Odeio saber que isso é impossível. Odeio saber o que sei e odeio saber que nunca me esquecerei. (Eu não esqueço, logo, eu não perdoo. Não que estejas muito ralado com isso, não é?).
     Fazes-me mal, ponto final.  
música: Just like a pill, by:cascada

escrito por Dark Angel...! às 22:05
link do post | Comentar | favorito
|
"Pela morte vivemos, porque só somos hoje porque morremos para ontem. Pela morte esperamos, porque só poderemos crer em amanhã pela confiança da morte de hoje. Tudo o que temos é a Morte, tudo o que queremos é a Morte, é morte tudo o que desejamos querer." Fernando Pessoa. " It's hard to catch a falling star "

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 1 seguidor

posts recentes

You're just like a pill: ...

Pessoa errada

Confissões de adolescente...

Sim ou não...?

Olhem, sabem que mais? Va...

A vida (trabalho para Por...

Saudades do passado, reco...

Estou melhor sem ti... (2...

Estou melhor sem ti...

Desilusao...

Morrerás sozinho...

Diz-me, sente-me, faz-me ...

Solidão

Nos meus sonhos...tu...

Tu...

Dark Angel...!

...

tudo...nada...porquê...?

gotas de chuva

tu...nunca mais!

...:::...

a estudar Gil Vicente- a ...

you...my dream boy...so m...

a folha de outono...1º di...

por ti

i'm trying to forget and ...

desculpa...:'(

A minha temperatura

Dia apos dia...

A minha pátria a minha ba...

Há uma historia por conta...

a janela do luar

a janela do luar

palavras pintadas

o teu eclipse

sem ti

...

faltas-me tu

um sonho

ola