Segunda-feira, 2 de Outubro de 2006

A minha pátria a minha bandeira

Num dia
Pego num pincel
Pego numa agulha
Pego em vermelho
Pego em azul
Pego em amarelo
Pego em verde
Pego em branco
Pego numa tela
Pego num pedaço do corpo
Torno-me pintora
Torno-me tatuadora

 

Lentamente surge
A meu ver
Uma linda bandeira
A aparecer
Uma bandeira que
É o símbolo da
Minha pátria amada
Jamais desprezada
Outrora, grande nação
Sempre presente no coração
E que nação é esta?
É Portugal
Um pedaço de terra
Cheio de vida
Cheio de raízes
Rodeado de mar salgado
Pelas lágrimas
Que Portugal
Bem chora
Por quem lhe fez mal

Ai Portugal, Portugal
Quem te fez mal?
A ti
Outrora uma grande nação
Para sempre no coração
Mal tratada
Mas por muitos amada
Quem?

Minha pátria adorada
Nunca te vou desprezar
Pois mesmo que
De pais vá mudar
No meu coração
Vais sempre estar!

VIVA POTUGAL ALÉ!!


escrito por Dark Angel...! às 20:17
link do post | Comentar | favorito
|
"Pela morte vivemos, porque só somos hoje porque morremos para ontem. Pela morte esperamos, porque só poderemos crer em amanhã pela confiança da morte de hoje. Tudo o que temos é a Morte, tudo o que queremos é a Morte, é morte tudo o que desejamos querer." Fernando Pessoa. " It's hard to catch a falling star "

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 1 seguidor

posts recentes

You're just like a pill: ...

Pessoa errada

Confissões de adolescente...

Sim ou não...?

Olhem, sabem que mais? Va...

A vida (trabalho para Por...

Saudades do passado, reco...

Estou melhor sem ti... (2...

Estou melhor sem ti...

Desilusao...

Morrerás sozinho...

Diz-me, sente-me, faz-me ...

Solidão

Nos meus sonhos...tu...

Tu...

Dark Angel...!

...

tudo...nada...porquê...?

gotas de chuva

tu...nunca mais!

...:::...

a estudar Gil Vicente- a ...

you...my dream boy...so m...

a folha de outono...1º di...

por ti

i'm trying to forget and ...

desculpa...:'(

A minha temperatura

Dia apos dia...

A minha pátria a minha ba...

Há uma historia por conta...

a janela do luar

a janela do luar

palavras pintadas

o teu eclipse

sem ti

...

faltas-me tu

um sonho

ola